em Licenciamento, Microsoft

Saiba como licenciar o Windows Server 2016.
No último trimestre, a Microsoft lançou oficialmente o Windows Server 2016 com mudanças substanciais não apenas no produto, mas também no licenciamento. Agora você comprará um produto da família Server baseado nas novas regras que descreverei abaixo.

Antigamente o Windows Server 2012 (pouca gente sabe disso), licenciava até 2 processadores (sockets) o que significa que não era um problema muito relevante, pois a grande maioria das empresas adquiriam servidores com essa quantidade e com muitos núcleos . A Microsoft então resolveu alterar para o licenciamento por núcleos ou, como também são conhecidos, por core.

Agora, para você comprar o Windows Server, você precisa considerar a quantidade de cores do servidor físico (somando todos os sockets instalados), tanto para o Windows Server 2016 Standard quanto para o Datacenter. O produto é vendido em pacotes de núcleos, denominados SKU, onde cada SKU dá direito a licenciar 2 núcleos. Contudo, para que você possa usufruir do produto, se faz necessário (independente da quantidade de núcleos) que você adquira um mínimo de 8 SKU’s para cada servidor físico, sendo assim, até 16 cores, você precisa obrigatoriamente comprar essa quantidade.

Para servidores com mais de 16 núcleos de processador, será necessário adquirir pacotes adicionais.

Para exemplificar:

1 Servidor de 2 processadores de 4 núcleos = 8 SKU’s

1 Servidor de 1 processador com 12 núcleos = 8 SKU’s

1 Servidor com 2 processadores de 10 núcleos cada = 10 SKU’s

licenciamento_windows

Fonte: http://download.microsoft.com/download/7/2/9/7290EA05-DC56-4BED-9400-138C5701F174/WS2016LicensingDatasheet.pdf

 

E para virtualização como ficou?

Para virtualização, a regra permanece inalterada. Depois de garantir a quantidade necessária de licenças para o seu hardware, você passa a se preocupar com a quantidade de VM’s Microsoft que você poderá instalar com cada versão do Windows Server. Para a versão Standard, ainda são 2 máquinas virtuais por servidor e a versão Datacenter possibilita VM’s ilimitadas no hardware licenciado.

Resumindo:

Windows Server 2016 Standard = 2 VM’s Microsoft no hardware licenciado

Windows Server 2016 Datacenter = VM’s Microsoft ilimitadas no hardware licenciado

 

Vou comprar o Windows Server, mas quero usar a versão 2012 R2. Como faço?

Você pode utilizar o direito de downgrade na compra do produto na modalidade OPEN. No entanto, vale a regra de licenciamento do Windows Server 2016 se você comprou o produto dessa forma (Windows 2016 OPEN com direito de downgrade). Caso você tenha adquirido o sistema Windows Server 2012, valem as regras de licenciamento vigentes na época da compra (a versão 2012 e 2012 R2 licenciava dois processadores, independente da quantidade de núcleos).

 

Mudou muito o preço da versão 2012 R2 para a versão 2016?

É difícil ter assertividade na abordagem do preço, pois a variação pode depender da cotação do dólar, margem de lucro do fornecedor, políticas de preço sazonais da Microsoft. Mas, a própria Microsoft afirmou que o preço do Windows Server 2012 R2 seria equivalente ao preço de 8 SKU’s do Windows Server 2016.

Ou seja, à partir de agora quem tiver servidores com mais de 16 núcleos para licenciar, deve pagar mais caro.

Em média, um SKU de Windows Server 2016 Datacenter é 4x mais caro do que um SKU de Windows Server 2016 Standard.

 

Gostei da solução de Nano Server do Windows Server 2016. Como licencio?

Da mesma forma que o Windows Server 2016 com funcionalidade completa. O Nano Server provê uma economia de hardware, mas não exime o licenciamento que deve ser validado, conforme as regras que foram pontuadas acima.

 

Ainda está com dúvidas?

Estamos à disposição para auxiliar. Seguem nossos contatos:

(47) 3026-4322 (opção 3)

comercial@domosolucoes.com.br

Recent Posts
0

Digite e Pressione Enter para Pesquisar

X